Tempo de Ideias
 
Acompanhe sua Matrícula
 
 
  Esqueceu seus dados?  
Principal     Quem Somos          Cursos          Inscrições          Notícias           Perguntas Frequentes           Contato          Mais Informações     
 
Aprendizagem (Metodologia)
 
Problematização e Estudo de Casos.

Mihir Hardikar


As competências e habilidades almejadas para um profissional do futuro devem ser construídas e aprimoradas na sua preparação educacional por meio de uma metodologia que proporcione ao aluno a oportunidade de uma aprendizagem significativa, fundamentada em uma abordagem interativa e colaborativa, que no processo de construção de um conhecimento conjunto permite o desenvolvimento de capacidades e posturas importantes na sociedade atual e na sua atuação nas organizações, em geral.


Estudo de Casos / Problematização
Os cursos oferecidos estão centrados em estudos de casos e problematização, pois acreditamos que a aprendizagem torna-se significativa quando encontramos uma situação de resolução de problemas. É um paradigma de ensino-aprendizagem, que coloca o aluno como foco central dessa interação, e torna-o capaz de construir seu conhecimento a partir da solução de problemas. O aluno passa a ser o centro do processo de ensino - mostrando a importância da autonomia individual do sujeito criando um vínculo indivíduo-sociedade.


Autonomia 

A apresentação do problema ou do caso culmina, por meio do senso comum dos alunos às questões colocadas para esse fim, em um debate aberto para formulação e registro da(s) causa(s) para a solução da situação (PUC-CAMPINAS, 2007).
O desenvolvimento da autoaprendizagem e do trabalho em equipe de forma orientada contribuiu para o que Deelman e Hoeberigs (2009) chamam de construção de conhecimento de maneira ativa. 
• Desenvolver a habilidade e autonomia em atividades de pesquisa e estudos referenciados, individuais e/ou em grupo, voltados para a solução de problemas da área. Nesse aspecto o professor trabalha a autonomia dos alunos no processo de aprendizagem a partir do "livre acesso a materiais de todo tipo" (RUÉ, 2009, p.161). 
• Desenvolver competência técnica no uso das tecnologias da informação e comunicação (TIC's) (PUC-CAMPINAS, 2007). Nesse aspecto prima-se por habilidades em resposta a necessidades de formação do aluno despertando novas formas de ensinar.
A adoção de estudos independentes com a abordagem baseada em problemas tem explorado o aprender por si próprio, o aprendizado autodescoberto sob a perspectiva da autonomia, como elementos necessários à formação dos egressos que terão que lidar com o ambiente profissional. 


Apresentação e debate do problema ou estudo de caso de referência
• Valorizar o conhecimento e experiência dos alunos em relação à situação apresentada. O foco da atenção passa a ser o aluno que passa a dialogar suas percepções a partir do conhecimento prévio que dispõe sobre a situação problema.
• Estimular o debate analítico sobre um determinado problema ou caso. Criar um ambiente acadêmico que estimule a autonomia no processo de aprendizagem de modo que o aluno possa compartilhar a sua visão crítica sobre o problema.
• Motivar os alunos ao estudo de referência sobre os temas pertinentes ao conteúdo a ser desenvolvido. A autoaprendizagem e trabalho em parceria com o compartilhamento de responsabilidades devem nortear as atividades em grupo, estimulando o desenvolvimento de habilidades práticas e comportamentos necessários ao perfil do profissional.
• Motivar os alunos ao estudo de referência sobre os temas pertinentes ao problema/caso, que traz, de forma implícita em seu escopo, o conteúdo pontual a ser desenvolvido na disciplina, implícito.



Contexto de Aprendizagem Online
A criação de uma verdadeira comunidade educativa/aprendizagem envolvendo três componentes:
Presença cognitiva - a aprendizagem ocorre num ambiente que apoia o desenvolvimento e o crescimento de capacidades a nível do pensamento crítico.
Presença social - a criação de um ambiente de apoio que os alunos se sintam suficientemente À vontade, com segurança para expressarem as suas opiniões num contexto colaborativo.
Presença de ensino- é fundamental na educação formal, tendo em consideração três papéis críticos desempenhados pelo professor, que assentam, segundo Anderson, Rourke, Archer e Garrison (2001), nos seguintes pontos:
A concepção e organização da experiência de aprendizagem;
A concepção e implementação de atividades que incentivem discussões entre todos os componentes do processo de aprendizagem;
O papel de ensinar ultrapassa o de moderador de experiências educativas, quando o professor contribui com a sua expertise nos conteúdos através de uma variedade de formas de instrução direta.


Professor-tutor: dimensões pedagógica, social, gerencial e técnica
A dimensão pedagógica da prática contempla as funções do professor-tutor como um mediador pedagógico, um facilitador educacional, que focaliza as discussões em conceitos, habilidades e princípios críticos. A dimensão social reporta às funções de estabelecimento de um ambiente social amigável por meio da promoção de relações humanas, da valorização da contribuição dos alunos, do desenvolvimento do senso de coesão do grupo, do incentivo ao trabalho conjunto, entre outros aspectos. A dimensão gerencial, por sua vez, envolve funções de planejamento e execução da agenda e do ritmo da aula eletrônica ou semipresencial (objetivos, horários, regras de procedimentos, normas e à tomada de decisões). Na dimensão técnica, destaca a importância do professor-tutor sentir-se confortável e à vontade com a tecnologia utilizada e fazer com que os estudantes se sintam da mesma forma; nessa dimensão, as funções do professor-tutor requerem o conhecimento e domínio das TIC (Tecnologia de Informações e Comunicação) adotadas, ser capaz de transmitir tal domínio a seus alunos, de modo que a tecnologia se torne transparente e o aprendiz possa se concentrar na tarefa acadêmica em questão.


O processo de ensino num contexto de aprendizagem online: Terry Anderson (2004) - Teaching in na online Learning Context In Terry Anderson & Fathi Elloumi (Eds.) - Theory and Patrice of Online learning. Athabasca University, 2004.

PUC-CAMPINAS (2007). Projeto Pedagógico do Curso de Administração. Campinas: PUC-Campinas. 
DONGO-MONTOYA Ádrian Oscar ( 2009). Teorias da aprendizagem na obra de Jean Piaget. São Paulo: Ed. UNESP
RUÉ. Joan (2009). «Aprender com autonomia no ensino superior», in Ulisses F. Araújo e Genoveva Sastre (orgs.). 
Aprendizagem baseada em problemas no ensino superior. São Paulo: Summus Editorial, pp. 157-176. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Tempo de Ideias
 
www.joww.net
                   Quem Somos     Cursos     Inscrições     Notícias     Perguntas Frequentes     Contato     Mais Informações     Termos de Uso     Políticas de Privacidade
Cadastre-se Facebook Twitter LinkedIn YouTube